Vito Di Grassi

 

1) EPRIX NEWS: COMO É SER PAI DO LUCAS DI GRASSI?

VITO DI GRASSI: É muito bom! Muito interessante. É uma mistura de orgulho, preocupação e de muito trabalho, pois atuamos muito juntos. Eu acompanhei a carreia dele desde o começo… Eu incentivei, ajudei, até o momento em que ele começou a voar sozinho.

2) EN: COMO É TER O NOME DO LUCAS DI GRASSI RECONHECIDO MUNDIALMENTE? NÃO SÓ PELA FÓRMULA E, MAS TAMBÉM COMO CEO DA ROBORACE E REPRESENTANTE DA ONU?

VDG: Isso é motivo de orgulho. São vários desafios e o Lucas ele tem características muito interessantes. Ele não é somente um piloto. Ele é embaixador, cientista e está criando novas tecnologias. O Lucas está desenvolvendo e abrindo novos mercados e caminhos. Fico muito orgulhoso de acompanhar a carreira dele.

3) EN: QUAIS AS MAIORES DIFICULDADES DESDE O INÍCIO DA CARREIRA ATÉ AGORA?

VDG: Nós tivemos muita dificuldade no início porque eu não sou do ramo. Afinal, eu não fui piloto. Lucas tinha competidores diretos para conseguir patrocínios e espaço na mídia. Logo, era difícil conseguir lugares bons para correr assim como Nelsinho Piquet e Bruno Sena. Os dois têm sobrenomes conhecidos e famosos. Então, Lucas levou tempo até se firmar, mostrar valor, construir um nome e uma carreira. Lucas é um menino muito inteligente com QI a cima da média. Ele pertence a Mensa, que é uma associação das pessoas no mundo que tem um QI superior, uma entidade que reúne os melhores QIs do mundo. Hoje, ele é um piloto, empresário, embaixador, desenvolvedor. Demorou um pouco para ele conseguir se firmar. Porém, ele conseguiu e hoje é conhecido no mundo inteiro.

4) EN: O QUE VOCÊ ACONSELHARIA AOS PILOTOS QUE AINDA ESTÃO NO COMEÇO DO ESPORTE?

VDG: Tem que ter muito trabalho, muita dedicação, muito treinamento, muita perseverança… Sabe por quê? É preciso ser assim pois o piloto iniciante vai se frustar muito mais do que ter alegrias. É um caminho bem difícil e complicado. É muito cansativo e desafiador ao mesmo tempo. Tudo vale a pena pois lá na frente você colhe os frutos que plantou. Isso vale para contador, engenheiro e esportistas em geral. Os grandes vão sobressair. É só confiar em si, no seu talento e seguir em frente.